domingo, 28 de novembro de 2010

Parece Falso mas é Rural - mulher cava a cabeça de amante

A nova notícia de Baião está aí...

Pois é caros leitores, parece que enquanto andam os clubes de futebol a jogar os 3 pontos de cada vez anda uma personagem bem conhecida de Baião a jogar os 70 de uma vez....

70, exactamente quantos levou o homem que a semana passada foi atacado pela companheira enquanto dormia... Se podia ser em qualquer lado que não Baião? Podia, mas não era a mesma coisa...

É que este homem de quem falamos consegue o feito de ter uma mulher e duas amantes... Ao que me constou este homem, já nesses dias afastado da primeira mulher foi morar uns dias para casa de uma das suas duas actuais mulheres (ambas antigas amantes), após ter discutido com a outra amante. Talvez um homem habituado a ter duas mulheres não tenha posto a hipótese de um dia isto dar par o torto, mas a verdade é que desta vez deu.

Após deixar o Don Juan adormecer a sua amante tê-lo-á atacado barbaramente com uma enxada, levando o homem a precisar de cuidados médicos, 70 pontos, uns adesivos e uns hematomas para se vangloriar. :p

Ah pois é... Em Baião é assim... =P

Asta 



A dieta do Garfield




Diz o locutor do anuncio que o gato vive a vida ao maximo.... WTF?
Cada vez que olha para as partes baixas deve ter vontade de espancar os donos. lool

Assim percebo pk o Garfield é tão gordo... Come para esquecer... LOL

Asta



segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Deixai-me rir da crise....

Deixai-me rir da crise....

Crise de ideias... Crise de ideais... crise da apatia, da falta de valores morais....

Essa crise é que me preocupa... a crise da falta de raciocínio... de sentido critico, deixar os media pensar por nós? nem pensar...
Agora a crise económica? Afecta sim... Preocupa-me quem nada pode fazer para o evitar, os idosos, quer os de hoje quer os de amanha. Os estudantes, que enfrentam o risco de ficar sem a hipótese de poder estudar caso não lhes seja atribuída bolsa, os doentes, os acamados, os mais pobres e que não têem outra escolha a não ser continuar na pobreza...
Quanto ao resto nao me custa dizer que a maior crise neste país é a pobreza intelectual e espiritual...
A falta de coragem para investir nas escolas, nas instituições, na investigação, na inovação, querem vender produtos? esqueçam, ou apostam na qualidade ou vêem os chineses a vender por vocês bastante mais barato...
Não podíamos antes apostar nos serviços?
E se nada disso resultar?
Custava-me afastar deste belo País onde apesar da Crise ainda há pessoas boas, onde as pessoas ainda sorriem... Onde me sinto seguro e acolhido... Mas, se tiver de emigrar fá-lo-ei... Alias, adorava poder ter essa experiência... E se o desemprego bater a porta? Haverá sempre lugar para um investimento, haverá sempre a vontade de minha parte...
Baixar os braços e reclamar a toa é a maior crise deste pais...
É a falta de capacidade de sacrifício...
Se fosse no tempo dos meus avós eles teriam ido a luta, alem fronteiras se fosse preciso... tinham lutado, tinham lavrado a terra, investido, negociado, tinham inovado...
E caso ainda achassem levar má vida olhavam para trás e diziam: ao menos não passei a fome dos meus pais, ao menos há paz, tenho saúde, e enquanto tiver luto...
A luta não se faz só de palavras mas de acções, não se faz só de criticas, faz se de trabalho...
E se ainda assim se estiver mal ainda se vai a tempo de mudar...

Vale o que vale mas aqui fica um excerto de Gabriel o Pensador:

"Muda! Que quando a gente muda o mundo muda com a gente. A gente muda o mundo da mudança da mente, e quando a mente muda a gente anda pra frente, e quando a gente manda ninguém manda na gente. Na mudança de atitude não há mal que não se mude nem doença sem cura. Na mudança de postura a gente fica mais seguro, na mudança do presente a gente move o futuro!"

Ministro Suiço comenta o Porto-Benfica... lool



Aqui está a verdadeira politica... =p

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

As verdades de Baião


Boas..
Só para deixar uma nota sobre a minha terra e a recente fama que esta tem adquirido.
Embora já cá tenha referido e demonstrado que Baião tem grande propensão para os insólitos e para a "esperteza saloia" também é justo lembrar as virtudes desta magnifica terra em desenvolvimento, com capacidade para acolher investimento, com um mercado jovem.
Uma terra em harmonia com o verde da serra, que continua a crescer e a renovar, onde o turismo se alia ao saber da terra com o turismo rural, o rio, a serra, a história e os monumentos pré-históricos.
Situada na linha do Douro, Baião tem grandes recursos naturais, dotado dos socalcos que ao largo se afiguram como curvas verde escuro desde o rio ao fundo ao alto da serra.
Terra de gente honesta e trabalhadora, hospitaleira por natureza que põe os valores morais á frente dos materiais.
Onde os sonhos se misturam com os esforço e o suor de quem faz o que pode para conseguir sustento, onde os mais velhos carregam um semblante carregado de quem suou para ver os seus netos chegar a suas casas quais turistas em museu. Mas lá no fundo é uma casca onde se esconde a ternura de quem vê recompensada a amargura que passou. Aqueles rostos que alguns retratam como "as gentes rudes do campo" -Gato Fedorento- são a imagem do esforço e da garra impressa nessas faces, os sulcos da intempérie que desgastam a pele e a moldam a tal expressão.
Mas no fim de contas há uma árvore debaixo da cortiça de um sobreiro... Assim há também uma pessoa terna, um avô frágil, uma avó sofredora com medo de não durar o suficiente para ver os netos crescidos.
Os rostos de pessoas que carregam as historias de um passado cheio de fábulas e lendas, lendas de amores impossíveis, de encantos e magia. Que relembram os tempos dos mitos, das tradições, dos rituais quase pagãos.

Uma terra que dá gosto conhecer a fundo, uma terra feita pelas pessoas, pelos saberes e sabores...

Aos que puderem: visitem pois se trata do que a TVI mostra em que são todos um bando de atrasados a pastar vaquinhas...

Abc